10 coisas para aprofundar durante a Quaresma

Quaresma é tempo de reflexão, oração e penitência, enfim, de conversão. Mas não apenas isso: é tempo da graça de Deus!

Esse intenso tempo litúrgico dura cerca de 40 dias, começando na quarta-feira de cinzas e sendo concluído no domingo de Ramos. Representa os 40 dias que Jesus passou no deserto em jejum e oração, antes da Sua morte redentora.

Por esse motivo, a Quaresma deve ser para nós uma oportunidade para recordarmos as ações de Jesus. Somos convidados a aprofundar nossa espiritualidade à luz da vida de Cristo. Aquele que sabe viver bem a Quaresma assemelha-se a exemplo do Mestre. 

Quer aproveitar esse tempo da melhor maneira possível? Então veja 10 coisas para aprofundar durante a Quaresma.

1. Conheça a Campanha da Fraternidade

No Brasil, todos os anos, desde 1964, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza a Campanha da Fraternidade (CF). Sendo que a cada 5 anos essa campanha se dá de forma ecumênica, ou seja, em conjunto com outras igrejas cristãs tradicionais. É o que acontece com a CF de 2021.  

Neste ano, a CF ecumênica tem como tema “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”, e como lema “Cristo é a nossa paz. Do que era dividido Ele fez uma unidade (Ef 2,14)”. O Documento Base que norteia esta campanha foi preparado pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs, o CONIC.

A CF tem por objetivo educar o cristão para a vida em fraternidade, tendo como base as exigências do Evangelho: a justiça e o amor. 

Por meio da CF temos a oportunidade de nos conscientizarmos sobre questões sociais importantes, além de renovar nossa responsabilidade de evangelização e promoção humana, sempre em busca de uma sociedade mais justa e solidária.

Os objetivos da CF ecumênica 2021 são:

  • Denunciar as formas de violência contra pessoas, povos e a Criação;
  • Promover a restauração da dignidade das pessoas, para a superação de conflitos e para alcançar a reconciliação social;
  •  Animar o engajamento em ações concretas de amor ao próximo;
  •  Promover a conversão para a cultura do amor em lugar da cultura do ódio;
  • Fortalecer e celebrar a convivência ecumênica e inter-religiosa.

Para conhecer em detalhes a CF 2021, basta acessar o site que a CNBB preparou especialmente para isso. Lá você vai encontrar vídeo-aulas, o texto-base e outros materiais. Para acessar, clique aqui.  

2. Respeite os dias de jejum

O 4º mandamento da Igreja indica que devemos jejuar quando manda a Santa Madre Igreja – a saber, na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa – e nos abstermos de comer carne nas sextas-feiras da Quaresma.

A Igreja nos propõe o jejum como uma maneira de nos educar, de aprendermos a dominar nosso corpo e também nossas inclinações.

Neste sentido, o jejum é o remédio do cristão para combater os vícios da carne. É uma mortificação que tem o poder de restaurar nosso interior.

3. Escolha uma penitência para praticar ao longo da Quaresma

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que a penitência é “uma reorientação radical de toda a vida, um retorno, uma conversão para Deus de todo o nosso coração” (CIC 1431).

Sendo assim, a penitência serve para nos ajudar a encontrar Deus por meio da oração.

Portanto, escolha uma mortificação para fazer durante a Quaresma. Quer algumas dicas? Então anote aí:

  • deixar de assistir a um programa de TV ou Série;
  • trocar aquela bebida que você não fica sem, por água;
  • ficar sem fumar ou sem bebidas alcoólicas, etc.

A penitência pode ser feita apenas um dia da semana durante toda a Quaresma, ou então nos 40 dias desse período.  

4. Intensifique sua vida de oração

Rezar é uma necessidade de todo cristão. O Catecismo nos ensina que a oração é a “relação viva dos filhos de Deus com o seu Pai infinitamente bom, com o seu Filho Jesus Cristo e com o Espírito Santo” (CIC 2565). 

Aproveite, então, o tempo da Quaresma para intensificar essa prática na sua vida. Dedique mais tempo para esse diálogo amoroso com o Senhor, estreitando assim seu laço de amizade com Ele.

5. Aproxime-se da Mãe Dolorosa

Nossa Senhora sofreu as dores da Paixão de Jesus Cristo. Como ninguém, ela sofreu pacientemente e em silêncio, pois tinha confiança nos planos de Deus.

Assim também nós devemos buscar viver as dores da nossa vida.

Portanto, aproxime-se da Mãe de Jesus – Nossa Senhora das Dores, buscando espelhar-se nela não apenas na Quaresma, mas em todo o tempo.

Reze o Terço meditando os mistérios da Paixão de Jesus Cristo.

6. Reze a Via Sacra

A oração da Via Sacra é uma prática devocional na qual meditamos os sofrimentos de Jesus a caminho do Calvário.

O Papa Francisco nos oferece um motivo esplêndido para que rezemos a Via Sacra. Assim ele se expressou:

“Ninguém pode tocar a Cruz de Jesus sem deixar algo de si mesmo nela e sem trazer algo da Cruz de Jesus para sua própria vida” (Discurso aos jovens na JMJ Rio 2013).

A Via Sacra possui um profundo valor espiritual e ainda pode nos oferecer o benefício da indulgência plenária, ou seja, o perdão total das culpas devidas e das penas.

Para alcançar a indulgência, é preciso fazer as leituras, orações e meditações de cada estação da Via Sacra diante da respectiva imagem ou diante da cruz de Jesus.

Também é necessário cumprir 3 condições: a confissão sacramental, a comunhão eucarística e rezar nas intenções do Santo Padre, o Papa.

7. Conheça melhor o Ciclo Pascal

Toda a liturgia da Igreja é rica em expressões de fé. Aproveite o tempo quaresmal para se aprofundar sobre isso.

O Ciclo Pascal compreende a Quaresma, o Tríduo Pascal, a Solenidade da Páscoa do Senhor e o Tempo Pascal.

Aproveite para fazer uma pesquisa sobre esse tema e descubra as belezas da liturgia.

8. Dedique mais tempo para a leitura e meditação da Bíblia Sagrada

Ler a Palavra de Deus é gravá-la em nosso coração. Meditar a Palavra é procurar meios de colocá-la em prática na nossa vida.

O período da Quaresma é propício para a meditação da Sagrada Escritura. Faça uso do método da Lectio Divina, composto de 4 passos: ler, meditar, orar e contemplar.  

9. Pratique a caridade

Durante a Quaresma, as práticas do jejum, da oração e da penitência devem nos abrir à caridade. Recordemos o chamado de Jesus a todo cristão: “Sede misericordioso como vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36).

Portanto, escolha uma ou mais obras de misericórdia para fazer em favor de alguém ou de alguma família.

Ao praticar a caridade, não se esqueça de oferecer esse gesto a Deus.

10.  Leia sobre a Paixão de Cristo

Santo Agostinho dizia que não há coisa mais útil para conseguir a salvação eterna do que pensar todos os dias nos tormentos que Jesus sofreu por amor a nós.

Portanto, aproveite o tempo da Quaresma para se aprofundar nos sofrimentos de Cristo. A melhor maneira é através da leitura de obras recomendadas pela Igreja Católica.

Um dos livros mais procurados pelos fiéis é “A Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo”, que reúne escritos de Santo Afonso de Ligório.

O autor nos chama a atenção para que não consideremos apenas as dores e os desprezos que Jesus viveu, mas principalmente, o amor com que Ele suportou tudo isso.  

Aproveitar as graças desse tempo depende unicamente de você. Então comece hoje mesmo a colocar essas dicas em prática. Seja perseverante e logo verá a transformação na sua vida!

Que tal indicar esse texto para seus amigos?! Chame a todos para colocar essas dicas em prática.

Comentário

Your email address will not be published.Required fields are marked *

Facebook Twitter Instagram YouTube