Você quer escrever a Nossa Senhora de Guadalupe? Saiba como

Cidade do México, 11 dez. 20 / 07:00 am (ACI).- No dia 12 de dezembro, celebra-se a Festa de Nossa Senhora de Guadalupe e, nesta ocasião, compartilhamos um meio habilitado pela Basílica de Santa Maria de Guadalupe, no México, para que você possa enviar seus pedidos de oração dirigidos à Imperatriz da América de qualquer lugar do mundo.

Para escrever seus pedidos, você deve entrar no site da Basílica de Santa Maria de Guadalupe e deslizar o cursor para a seção “Escribe tu petición a la Virgen” (Escreva o seu pedido à Virgem). Não é necessário entrar com um usuário nem colocar um nome.

A história das aparições

Em 9 de dezembro de 1531, Nossa Senhora apareceu a um humilde indígena convertido ao cristianismo, chamado Juan Diego, na colina de Tepeyac, ao norte da Cidade do México. Maria se apresentou como “a perfeita sempre Virgem Maria, mãe do verdadeiro Deus”.

A Rainha do Céu lhe encomendou que em seu nome pedisse ao bispo, o franciscano Juan de Zumárraga, a construção de uma igreja no lugar da aparição.

O Bispo não aceitou a ideia e a Virgem pediu que ele insistisse. No dia seguinte, São Juan Diego encontrou o Prelado novamente, que o examinou na doutrina cristã e pediu evidências objetivas do prodígio.

Na terça-feira, 12 de dezembro, a Virgem se apresentou a ele e o convidou a subir ao topo da colina de Tepeyac para colher flores e trazê-las.

Apesar do inverno e da aridez do local, São Juan Diego encontrou rosas muito bonitas e as colocou em sua “tilma”. Nossa Senhora então ordenou que fosse apresentá-las ao Bispo.

Estando diante do Prelado, o santo abriu a sua “tilma” e deixou as flores caírem. A imagem de Nossa Senhora de Guadalupe apareceu no tecido. O Bispo e outras pessoas presentes caíram de joelhos com grande espanto. Depois, Dom Zumárraga pediu desculpas.

No dia seguinte, foram ao monte Tepeyac, onde as pessoas imediatamente se ofereceram para erguer o templo.

Com o manto, a Virgem trouxe reconciliação entre nativos e espanhóis, pois, com os símbolos que ali aparecem, as duas culturas podiam entender perfeitamente a mensagem do Céu. Da mesma forma, ajudou-lhes a compreender que a fé cristã não é propriedade de ninguém, mas um presente de amor para todos.

Fonte: Acidigital

Comentário

Your email address will not be published.Required fields are marked *

Facebook Twitter Instagram YouTube