Sua família precisa de oração!

Precisamos começar esse texto te fazendo uma pergunta importante: quando foi a última vez que você rezou com a sua família? Ou quando foi que você rezou POR eles? A sua família precisa de oração. 

A oração na vida familiar é algo fundamental, pois ela une as pessoas e cria ou intensifica as relações. Além disso, é uma maneira de reconciliação e evangelização. Devemos levar muito a sério o tempo que passamos em oração com nossos pais, filhos ou cônjuges. 

O papa Francisco falou desse compromisso familiar na Exortação Apostólica Amoris Laetitia. Segundo o Pontífice, a família recebe o chamado de compartilhar momentos, como: “a oração diária, a leitura da Palavra de Deus e a comunhão eucarística, para fazer crescer o amor e tornar-se cada vez mais um templo onde habita o Espírito.”

Portanto, a casa de uma família pode ser uma igreja doméstica. Um local onde Deus se faça presente. É como a história contada no livro do Apocalipse e citada por Papa Francisco na Exortação: “Olha que Eu estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, Eu entrarei na sua casa e cearei com ele e ele comigo” (3, 20). E a oração é a maneira de ouvir quando Deus bater na porta. 

Importância da piedade familiar 

Viver a piedade familiar em casa, significa que aquele lar e aquela família estão unidos a Deus. O Papa João Paulo II trouxe esse assunto à tona em sua Exortação “Familiaris Consortio”. Segundo ele, nos tempos de hoje, muitos se perderam das suas obrigações diante dos valores do matrimônio e da família. 

Um dos valores citados por João Paulo II é a participação na vida e na missão da Igreja. Esse valor está relacionado à importância de fazer em casa uma continuação da igreja. Ou seja, “prolongar em casa o culto vivido na Igreja”.

João Paulo II lembra também que a oração é parte constitutiva essencial da vida cristã. Não podemos de maneira alguma falhar com a piedade familiar, pois precisamos estar unidos em e com Cristo. 

E essa união vital com Cristo é alimentada pela oração, pela Liturgia e pelo oferecimento de si. No entanto, o Papa João Paulo II fala que “a efetiva participação na vida e na missão da Igreja no mundo é proporcional à fidelidade e à intensidade da oração com que a família cristã se une à Videira fecunda, Cristo Senhor”. 

Ou seja, para estar, de fato, unidos a Cristo é necessário amar o que vem dele, como a oração, a vida sacramental, a reza do santo terço, a Palavra. Mas a família precisa estar em comunhão nesse propósito e na busca pelo dom da piedade. 

A piedade familiar e as mudanças que terá em seu lar 

A partir do momento que você e sua família estiverem unidos com Deus e a piedade familiar for uma realidade do seu lar, certamente você perceberá mudanças. 

Uma casa unida com Deus, terá reconciliação, o casal não dormirá sem conversar ou filhos brigados, o perdão será algo natural. Além disso, uma família fortalecida com Cristo enxergará o projeto de Deus na vida familiar. Outros pontos tocados e transformados serão a educação dos filhos e a preservação da moral e dos bons costumes. 

Logo, a piedade é uma necessidade dentro de toda casa. A busca pela piedade familiar se dá com a oração e embora pareça muito simples rezar, muitas famílias podem encontrar dificuldades e nem sabem como começar. 

A oração deve estar presente em sua casa

Para as famílias que desejam rezar pelos seus e unir um ao outro em oração, mas não sabem como começar, o primeiro passo é: tenha propósito! 

A partir do propósito, você conseguirá fazer com que a piedade familiar seja uma realidade do seu lar. Além disso, procura preparar um ambiente para fazer as orações, não precisa ser algo grande ou elaborado, mas coloque algumas imagens, acenda uma vela e tenha uma Bíblia, esse já é um bom lugar. 

A oração de fato é muito particular de cada um, você pode rezar o terço, fazer orações espontâneas ou ler um trecho da Bíblia. Há até quem reze com músicas! O importante é rezar! 

Procure viver uma realidade de oração na sua casa, não deixe que a pergunta do início do texto fique sem resposta. E caso sua família seja resistente a orar com você, reze por eles. Certamente em algum momento eles terão o coração tocado pelo seu exemplo!

Comentário

Your email address will not be published.Required fields are marked *

Facebook Twitter Instagram YouTube