Quais as provas da ressurreição de Jesus?

Para a Igreja e para os cristãos não há dúvida: JESUS CRISTO RESSUSCITOU! No entanto, para o mundo só a fé não basta, é preciso comprovar. Portanto, durante séculos e séculos procurou-se provas da ressurreição  de Jesus. 

Segundo o Catecismo da Igreja Católica, a ressurreição de Jesus é uma das maiores verdade da nossa fé em Cristo. Ela é acreditada e vivida como ponto principal pela comunidade cristã (CIC 638). 

Essa é uma verdade tão grande, importante e especial que os cristãos católicos vivem profundamente por mais 50 dias após o Domingo da Páscoa.

O Catecismo da Igreja confirma: provas da Ressurreição de Jesus

No início do texto, falamos sobre as provas da Ressurreição de Jesus. Muitos, assim como Tomé precisam ver para crer, tocar ou ter provas concretas. Para esses, o Catecismo da Igreja Católica e a Bíblia tem as respostas. 

No Catecismo, a primeira prova da Ressurreição de Jesus é o túmulo vazio. Fato registrado no livro de Coríntios, por volta do ano 56 São Paulo nos diz que Cristo morreu pelos nossos pecados, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia (1 Cor 15, 3-4). 

As mulheres foram até o sepulcro e lá nada encontraram, estava vazio. Isso constitui para todos um sinal essencial. Portanto, a ausência do corpo de Jesus não não seria obra humana, bem como Jesus não teria simplesmente regressado a uma vida terrena, como fora o caso de Lázaro (CIC 640). Tornando se essa a primeira prova! 

A segunda prova da Ressurreição de Jesus são as aparições. Primeiro para as mulheres, depois para Pedro e então aos doze. Embora, haja outros. Paulo fala que Jesus apareceu para mais quinhentas pessoas (CIC 641). 

Mesmo vendo, os discípulos ainda tiveram dúvidas e pediram por mais provas. E então, o Catecismo nos traz o momento que eles são convidados a verificar o corpo ressuscitado que traz as marcas da tortura e da crucificação.

Para convencê-los, Jesus diz: “Por que estais perturbados e por que surgem tais dúvidas em vossos corações? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu!” (Lc 24, 34ss)

No entanto, conforme o Catecismo da Igreja Católica (CIC 647), ninguém foi testemunha ocular da ressurreição, assim como ninguém sabe como ela aconteceu fisicamente, ainda assim esse é um acontecimento histórico comprovado pelo sepulcro vazio e pela aparição. 

Concluindo

Essa verdade venceu e ultrapassou longos séculos. Por meio dela, pessoas foram curadas e tiveram as vidas transformadas. A Igreja sobreviveu a milhões de anos e a muitas perseguições. Multidões de homens e mulheres doam suas vidas para seguir a Verdade do Cristo ressuscitado.

Há provas da Ressurreição de Jesus maiores que todas essas apresentadas? “Eis que estou convosco todos os dias  até o fim do mundo!” (Mt 28,20).

Comentário

Your email address will not be published.Required fields are marked *

Facebook Twitter Instagram YouTube