7 curiosidades sobre a única Basílica do Brasil dedicada a São Miguel Arcanjo

No interior do estado de São Paulo está a única Basílica dedicada a São Miguel Arcanjo do nosso país. Destino de muitos peregrinos, a Igreja recebeu o título de Basílica Menor em maio de 2018, e desde então tem sido cada vez mais procurada pelos devotos do Príncipe dos Anjos. Veja 7 curiosidade sobre a Basílica de São Miguel Arcanjo.

1. A Basílica de São Miguel Arcanjo é uma Igreja Papal

Uma das características de uma Basílica é que ela se torna uma extensão do Vaticano. O que isso significa? Como uma Igreja Papal, oferece graças especiais, como a indulgência plenária, aos fiéis que a visitam em datas determinadas. Para alcançar a indulgência, o devoto precisa cumprir alguns procedimentos: confissão sacramental, comunhão eucarística e rezar pelas intenções do Papa.

2. Existem 6 opções de datas para alcançar a indulgência plenária

A indulgência plenária é a remissão total das penas temporais dos pecados cometidos. Os dias especiais determinados para que o devoto alcance essa graça na Basílica de São Miguel Arcanjo são:

· 01 de janeiro – dia estabelecido pelo Ordinário local

· 25 de maio – aniversário da concessão do título de Basílica

· 29 de junho – solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo

· 21 de setembro – aniversário da dedicação da Basílica

· 29 de setembro – celebração litúrgica de São Miguel Arcanjo

· Uma vez ao ano no dia livremente escolhido pelo fiel

3. A Basílica possui o brasão do Vaticano na cátedra

Um dos sinais visíveis que caracteriza uma Basílica é o Brasão do Vaticano. Ele fica sobre a cadeira do presidente da celebração e recorda aos fiéis que a Basílica de São Miguel Arcanjo está diretamente ligada à Sé Apostólica. As chaves de ouro e de prata estampadas no brasão simbolizam as chaves do reino dos céus oferecidas a São Pedro por Jesus (cf. Mateus 16,18-19).

4. A umbela utilizada nas procissões é do Vaticano

A umbela, uma espécie de guarda-sol, é uma insígnia do Vaticano comum às Basílicas. Com as cores antigas da cidade estado (vermelho e dourado), a umbela é usada nas procissões. No passado, ela abrigava o Papa quando este caminhava para uma Basílica. Nela estão estampados os brasões do Vaticano, do Papa, do Bispo diocesano, da Basílica, do reitor e da cidade.

5. A Basílica possui um pequeno sino chamado Tintinábulo

Outra insígnia comum às Basílicas é o tintinábulo. Trata-se de um campanário portátil, com um pequeno sino, que traz o brasão do Papa ou o do Vaticano. O tintinábulo acompanha as procissões realizadas na Basílica de São Miguel Arcanjo. Sua função, no passado, era anunciar a chegada do Papa a uma Basílica.

6. O compasso das procissões é dado por um instrumento chamado Virga Rubra

Trata-se de uma espécie de vara vermelha com ornamentos em prata que acompanha as procissões. Sua função é dar o compasso à caminhada. É outra insígnia comum às Basílicas.

7. Na programação mensal, acontece um dia votivo em honra a São Miguel 

Dentro da programação anual da Basílica de São Miguel Arcanjo, acontece no dia 29 de cada mês um dia votivo dedicado ao Arcanjo. É um dia em que os devotos podem participar da Missa em diversos horários e de outros momentos de oração fortalecendo sua fé e sua comunhão com Deus pela prática da piedade.

2 thoughts on “7 curiosidades sobre a única Basílica do Brasil dedicada a São Miguel Arcanjo

Comentário

Your email address will not be published.Required fields are marked *

Facebook Twitter Instagram YouTube